Tradución xerada automaticamente.
  • MISSÃO

Missão: A Fundação tem como missão contribuir ao avanço da Ciência e a Técnica, mediante a investigação e aplicação de computação e comunicações de altas prestações, bem como outros recursos das tecnologias da informação, em colaboração com outras instituições, para o benefício da Sociedade. 

Finalidade: Em general são fins da Fundação todos aqueles que promovam a investigação e uso do cálculo intensivo, comunicações avançadas e desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicações, como instrumento para o desenvolvimento socioeconómico sustentável, dedicando especial atenção aos relacionamentos de cooperação entre os centros de investigação públicos ou privados e o setor produtivo. 

Atividades:   

  • Promover e participar na elaboração de projetos de investigação e desenvolvimento tecnológico. 
  • Proporcionar capacidade de cálculo, comunicações e suporte técnico aos seus utentes mediante o equipamento disponível na Fundação. 
  • Colaborar na transferência de resultados de investigação na área de cálculo entre os centros públicos de investigação e as empresas. 
  • Fomentar e promover a cooperação entre instituições a nível nacional e internacional. 
  • Contribuir ao desenvolvimento e fortalecimiento da capacidade competitiva das comunidades investigadoras galegas e do CSIC. 
  • Colaborar com instituições, empresas e pessoas em qualquer matéria relacionada com o objeto da Fundação, nos termos que se estabeleçam nos correspondentes acordos ou convénios de cooperação. 
  • Promover e colaborar na organização de cursos, seminários e reuniões relativos à inovação mediante o cálculo intensivo e comunicações. 
  • Promover e difundir aquelas atividades e resultados que se considerem de interesse da Fundação. 
  • Colaborar com outros centros de supercomputación para uma utilização eficaz das tecnologias. 
  • Procurar e obter recursos para o desenvolvimento das suas atividades. 
  • Atender às necessidades tecnológicas das entidades e empresas que assim o requeiram na área da supercomputación. 
  • Qualquer outra atividade que se considere de interesse para o objeto da Fundação. 

 

  • SERVIÇOS 

 A prestação de serviços aos utentes e clientes está orientada fundamentalmente a proporcionar qualquer tipo de apoio científico e técnico que se requeira para a exploração ótima dos sistemas de computação, armazenamento de dados e comunicações de alta rendimento, bem como para a análise e apresentação dos resultados. Os serviços oferecidos são os seguintes:

  •     Serviços de computação para usos científicos, técnicos e de engenharia
  •     Armazenamento de dados do utente
  •     Engenharia de redes de comunicações avançadas
  •     Apoio para a transferência de resultados à indústria.
  •     Apoio no desenho e desenvolvimento de projetos de I+D+i
  •     Apoio para a exploração das ferramentas de colaboração e recursos de aprendizagem on-line.
  •     Apoio para a utilização ótima dos sistemas de informação geográfica.
  • LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

CESGA leva a cabo os seus próprios projetos de investigação em colaboração com pesquisadores da universidade e a indústria. Os projetos de investigação costumam abordar os seguintes temas da Ciência Computacional:

  • Tecnologias para Computação de Alto  Rendimento (HPC): Novos algorítmos matemáticos, paralelización, Cloud computing para HPC, Big Data, Display científica e tecnológica.
  • Soluções computacionales para várias áreas estratégicas de ciência e tecnologia, com grande impacto na região como:
  • Nanotecnología, Novos Materiais e Processos Industriais
  • Ciências da Vida e a Saúde. Desenvolvimento de novas soluções para Saúde que demandam grande capacidade de cómputo como podem ser novos modelos para radioterapia ou processando de imagens médicas para gerar informação útil para o diagnóstico clínico.
  • Ciências do oceano. Soluções operacionais para a modelagem, simulação e previsão de parâmetros físicos da costa espanhola e galega em colaboração com outras instituições. Desenho específico de portais para comunidade Oceanográfica e utilização de GIS e outros servidores de dados para compartilhar informação oceanográfica.
  • Uso de HPC e Big Data em PMEs.
  • Asi mesmo o CESGA com os seus utentes, desenvolvem atividade investigadora em outras áreas como:  Gis, Redes de comunicciones de altas prestações, e-learning .
  • QUEM USA O CESGA PARA Os seus PROJETOS DE I+D+i?

Os utentes das infraestruturas e serviços do CESGA incluem investigadores, desenvolvedores, técnicos e inovadores, de instituições públicas e privadas:

  •     Universidades galegas
  •     Centros Regionais de Investigação.
  •     Centros do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC).
  •     Outras organizações públicas ou privadas em todo mundo:
 Departamentos de I+D de indústrias e empresas.
Centros Tecnológicos e de Investigação orientados à indústria.
Outras Universidades em todo mundo.
Organizações de I+D+i sem ânimo de lucro
  • PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Os pesquisadores que utilizam CESGA têm um extenso registo de produção científica com um notável número de publicações de excelente qualidade científica, indice de citación e de impacto.
Você pode visualizar os dados da produção científica ano/s anterior na secção: Publicações Corporativas.

  • INFRAESTRUTURAS CIENTÍFICO TECNOLÓGICAS

 Os Sistemas de Computação de Altas Prestações aproveitam o processamento paralelo para executar programas de aplicações avançadas de maneira eficiente, fiável e rápida. O nosso objetivo é diminuir o tempo de solução, o que significa diminuir tanto o tempo de execução como o tempo de desenvolvimento de uma aplicação em um sistema designadamente.
Os Sistemas de Computação de Alto Rendimento empregam muitos recursos de computação durante longos períodos de tempo para realizar uma tarefa computacional.
Os Sistemas de computação Grid contribuem às plataformas de computação distribuída, européias e intercontinentales, tais como EGI ou EELA.
Os Sistemas de computação na nuvem oferecem aos utentes software e plataformas de software e utentes de plataformas de virtualización como um serviço.
Rede de Ciência e Tecnologia da Galiza (RECETGA) é uma rede que proporciona serviços avançados de comunicações às comunidades académica e cientista na Galiza (cerca de 90.000 utentes). RECETGA oferece à comunidade de I+D+i na Galiza acesso à Rede Espanhola de e-Ciência (RedIRIS) e através desta, à rede de investigação européia GEANT.

Ademais, o Centro gere infraestruturas para o armazenamento em massa de dados, repositórios de dados científicos e técnicos, sistemas de informação geográfica, ferramentas de colaboração e plataformas e-learning.

  • UMA INFRAESTRUTURA DE COMPUTAÇÃO SINGULAR

Desde 2008, o CESGA acolhe ao Finis Terrae, é um servidor de computação de alto rendimento muito bem adaptado, desenhado para reduzir ao mínimo "o tempo de solução das demandas mais vigentes científicas e industriais dos utentes. 
Finis Terrae I ocupou o posto 100 da lista Mundial Top 500, quando foi posto em produção.
Desde que o Ministério Espanhol de Ciência e Inovação reconheceu ao CESGA como Infraestrutura Científico Tecnológica Singular em 2009, o FinisTerrae tem estado ao dispor dos pesquisadores e inovadores de todo o Espaço Europeu de Investigação.

  • CERTIFICACIONES E LICENÇAS

Quanto ao mejoramiento constante da qualidade dos serviços, o sistema de gestão do Centro ajusta-se à norma ISO 9001:2008.
Em 2015, o Miniterio da Economia e Compoetitividad (MINECO) integrou os três centros HPC Singulares  na Supercomputing Rede Espanhola (RES). Por esta razão, torna-se CESGA os ICTS-RES.

  • SÓCIOS

O CESGA constituo-se em Maio de 1993.

A Fundação CESGA é uma organização sem ânimo de lucro ao serviço da investigação científica. A Xunta da Galiza e o Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC) participam como únicos membros no Patronato do CESGA.

  • APOIO FINANCEIRO

As infraestruturas do CESGA foram parcialmente financiadas pela Comissão Européia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelo Governo de Espanha através do Miniterio da Economia e Compoetitividade (MINECO), bem como pela Xunta da Galiza e o CSIC.